top of page

115 X 15: o sertão de Guimarães Rosa na terna fotografia de Germano Neto

Atualizado: 2 de jan.


DONA ADELÇA


Em 2023, João Guimarães Rosa completou seu 115º de chegada ao mundo. Nasceu em 1908 na cidade de Cordisburgo, sertão do Estado brasileiro de Minas Gerais, e morreu em 1967, na cidade do Rio de Janeiro, capital do Estado homônimo. No ano do centenário do nascimento do escritor  sertânico, 2008, Germano Neto, um dos mais destacados fotógrafos brasileiros em atividade desde os anos 1980, prestou-lhe terna homenagem com o livro Saudades de Rosa e do sertão, publicação da Edusp. Em homenagem a ambos, Rosa e o livro de Germano, aos 115 de um e aos 15 de outro, Sphera convidou o fotógrafo a selecionar algumas imagens do seu livro para aqui estamparmos. (Anelito de Oliveira)

 


JOVEM CARREIRO



CASA SERTANEJA



MANUELZÃO



CASA DE FARINHA



S/ TÍTULO




S/ TÍTULO



RIBEIRÃO DE AREIA



POVOADO BOIS



SANTO ANTÔNIO



RIO CARINHANHA



VEREDA



PEQUIZEIRO



VAQUEIROS DE SÃO FÉLIX



ZÉ BANDEIRA DE VÃO DO BURACO










GERMANO NETO / DIVULGAÇÃO



Germano Neto nasceu em Santos, Estado de São Paulo, e passou a residir em Ouro Preto, Estado de Minas Gerais, em 1982, onde começou sua carreira trabalhando como fotógrafo para instituições públicas, empresas e jornais. Colaborou com inúmeras publicações brasileiras e estrangeiras e realizou várias exposições individuais em Minas Gerais e São Paulo dos anos 1990 para cá. Trabalha, desde 2019, num projeto autoral sobre povo, cultura e paisagem do Vale do Jequitinhonha.

 

 

169 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page