• Revista Sphera

Dois poemas de Ricardo Silvestrin

Atualizado: 14 de set. de 2021

TWO OF SIX CAGE'S MELODIES


1


Quase nada mais volta.

Retornar sem sair do lugar. Lua, sol,

no céu todo dia,

só os dois todo dia, toda luz no céu,

mas

não eu, você.

Não mais, nunca, oh, não.

Vênus, Plutão,

Terra,

tudo a ruir.

Retornar para um lugar

que se foi, sem sair do lugar. Ah,

nada há.

Tudo é nada mais.

Quase voltar.

Partir. Pedra a se quebrar. Foi,

mas

a sorrir quase nada mais há.

Volver. Seguir.

Taça lilás

vai quebrar. Viu?

Já quebrou.

Quem pode voltar?



2


Quase (sim).

Eu vi (lua) (sol). Sim (não).

Quase lá (sol). Retornar (lua).

Quase dá para ser

o mesmo, mas nada mais será

como foi, nem

você (lua), eu (sol) (lua, sol) (não).

Volta já, sol. Traz pra mim um

luar a voar.

A voar quem vem lá?



VER$0



Happy Birthday, $50 milhões

White Christmas, $36 milhões

You’ve Lost that Lovin’ Feelin, $32 milhões


Yesterday, $30 milhões

Unchained Melody, $27.5 milhões

Stand by Me, $27 milhões


Santa Claus is Coming to Town, $25 milhões

Every Breath You Take, $20.5 milhões

Oh Pretty Woman, $19.75 milhões


Ricardo Silvestrin

26 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo